Palestrante: Minouche Shafik, diretora da London School of Economics (LSE)

O mundo nunca foi tão próspero, tão saudável e tão seguro. Ainda assim, existe em alguns países um profundo sentimento de pessimismo e insegurança com relação ao futuro. Esse foi o ponto de partida do debate com a economista Minouche Shafik, diretora da London School of Economics (LSE), ocorrido no dia 9 de abril de 2019, no CDPP. De acordo com Minouche, houve inegáveis avanços ao redor do planeta, com milhões e milhões de pessoas saindo da pobreza nas últimas décadas. No entanto, parcelas da população mundial não obtiveram ganhos expressivos e, na verdade, ficaram com a renda estagnada. Para a economista, a onda populista traz riscos, porque tira proveito de um ceticismo em relação aos valores da democracia liberal. Ela defende a necessidade de um novo contrato social, que ampare os que ficaram para trás e dê segurança às pessoas mais expostas às transformações estruturais na economia.

Minouche nasceu no Egito e fez carreira acadêmica na Europa e nos EUA. Foi vice-presidente do Banco Mundial, vice-diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI) e vice-presidente do Banco da Inglaterra. É diretora da LSE desde 2017. No paper “Why Are We so Miserable When Things Are Getting Better”, pode-se encontrar uma síntese das ideias debatidas no encontro.

https://cdpp.org.br/site/wp-content/uploads/2019/04/Shafik-Minouche-CDPP.pdf

Por Giuliano Guandalini